10 de jul de 2014

EESC implanta laboratório de pesquisa na área de exploração do pré-sal

A Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP irá inaugurar no dia 4 de setembro deste ano o Laboratório de Escoamentos Multifásicos Industriais (LEMI), financiado pela Petrobras, com o objetivo de desenvolver tecnologias que envolvam soluções na área de exploração e produção com aplicações no pré-sal. O prédio de dois mil metros quadrados, localizado no campus 2 da USP em São Carlos, está em fase de acabamento.

“No laboratório serão realizados experimentos utilizando técnicas que cheguem o mais próximo às grandezas físicas da produção industrial – pressão, temperatura e vazão. Para tanto, a infraestrutura também foi planejada para as condições industriais, com tubulações de aço, instrumentação avançada e normas de seguranças mais rígidas”, explicou  o coordenador do laboratório,  Prof. Oscar Mauricio Hernandez Rodriguez.

Segundo Rodriguez, que também é membro da Rede Temática de Modelagem de Escoamento Multifásico em Tubulações da Petrobras, o novo laboratório irá trazer para a Universidade mais competitividade no atual cenário do pré-sal e aumentará exponencialmente os investimentos em pesquisa e inovação das multinacionais do petróleo que estejam produzindo ou que venham a produzir em território brasileiro. “Pela atual Lei do Petróleo as empresas devem obrigatoriamente investir parte do seu faturamento em pesquisas nas universidades públicas brasileiras”, destacou.

O docente ainda afirmou que a EESC está contribuindo de forma muito importante na área de Upstream – fase da cadeia produtiva da indústria petrolífera que antecede o refino, abrangendo a prospecção, engenharia de poços e produção de petróleo – e terá um grande ganho de produtividade científica.

“Com forte tendência do deslocamento da exploração do pré-sal para a Bacia de Santos, no litoral sul paulista, a Escola dará ainda mais contribuição ao desenvolvimento de soluções tecnológicas demandadas pelo setor”, conclui Rodriguez.

Fonte/matéria completa: EESC

Nenhum comentário:

Postar um comentário