5 de jul de 2014

A importância da energia da biomassa


O aumento do spot do megawatt/hora (MWh) para até R$ 800,00 e a estiagem prolongada que levou os reservatórios das hidrelétricas a níveis alarmantes de esvaziamento motivou usineiros a ampliar suas atividades com o fornecimento de energia gerada por biomassa. Além dos resíduos agrícolas disponíveis regionalmente como fonte de combustível para cogeração térmica, novas matérias-primas dedicadas a produção de eletricidade, como o sorgo biomassa estão ganhando fôlego neste mercado.

A biomassa começa a ter aumento significativo devido ao seu ciclo de vida, que contribui para a mitigação das emissões atmosféricas e torna-se fonte importante para a geração de energia. Por ser uma fonte renovável, tem destaque sobre a energia a partir dos combustíveis fósseis, que apesar de uma oferta maior para a próxima década, não são renováveis e são restritos aos existentes. A cana-de-açúcar tem participação importante na matriz energética porque sua safra coincide com o período de estiagem na região Sudeste/Centro-Oeste, onde fica localizada a maior potência instalada em hidroelétricas. Com a energia ofertada pela biomassa é possível contrabalancear com os baixos níveis dos reservatórios das usinas hidroelétricas.

Com os montantes negociados nos últimos leilões de energia, pode ser feita uma previsão de oferta de energia da biomassa até o ano de 2047,com aumento considerável para a próxima década, até 2023, com oferta de até aproximadamente 1.800 MW, que pode ser explicado com a busca de novas alternativas de geração e preços atrativos principalmente. O potencial acumulado da energia contratada a partir da biomassa, com oferta de aproximadamente 30.000 MW.


Fontes: Cana online, CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica) e Osaki (2014)

Nenhum comentário:

Postar um comentário