19 de dez de 2011

Energia solar: R$ 400 milhões em projetos estratégicos

O número de iniciativas para estimular a geração de energia solar fotovoltaica no país está em alta. Seja na indústria, em órgãos de governo como o Ministério de Minas e Energia ou nas universidades os projetos ou grupos de trabalhos se multiplicam. Na área de pesquisa, o tema também avança, como mostra o programa de pesquisa e desenvolvimento estratégico da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) chamado de “Arranjos técnicos e comerciais para inserção da geração solar fotovoltaica na matriz energética brasileira”. A inicitiva envolve o desenvolvimento de 18 projetos, que somam 24,5 MW de potência, e investimentos de R$ 395,9 milhões. A lista de empresas que realizam pesquisas na área inclui, por exemplo, Furnas, Chesp, Cesp, Petrobras, Tractebel, Cemig, MPX, Copel, Eletrosul e CPFL Piratininga. Os projetos em estudo somam capacidade instalada que varia de 0,5 MW a 3 MW.Os maiores projetos, com 3 MW de potência, pertecem as seguintes empresas: Furnas, Chesf, Tractebel e Copel. Os dados divulgados pela Aneel durante a Rio Solar – Fórum Nacional de Energia Solar – Avanços Tecnológicos e Viabilidade Econômica, em novembro, evento que marcou o lançamento da Carta do Sol. Fonte: Ambiente e Energia. Colaboração: Regina Torres

Nenhum comentário:

Postar um comentário