14 de mai de 2014

Sistemas Fotovoltaicos


Nos próximos dias 15 e 16 de maio serão transmitidos via IPTV dois trabalhos associados ao Serviço Técnico de Sistemas Fotovoltaicos da Divisão Científica de Tecnologia, Análise e Desenvolvimento Energético.

15 maio 2014
14h00 às 17h30

Qualificação Profissional e Capacitação Laboratorial em Sistemas Fotovoltaicos
O trabalho apresenta a experiência do Laboratório de Sistemas Fotovoltaicos do Instituto de Energia e Ambiente da Universidade de São Paulo (LSF-IEE-USP) e propõe meios efetivos para qualificação de recursos humanos, dentro de laboratórios com qualidade reconhecida, com o intuito de aumentar a quantidade de especialistas na área. Para tanto, foi criado um local, na forma de laboratório, denominado Unidade de Capacitação Tecnológica, composto por sistemas fotovoltaicos isolados e conectados à rede por duas minirredes híbridas de geração de energia (solar, diesel, rede elétrica), com sistemas de monitoramento próprios que permitem a avaliação de diferentes estratégias de operação de sistemas fotovoltaicos. Tal Unidade foi concebida sob uma perspectiva didática para possibilitar a apropriação das habilidades técnicas e conhecimentos tecnológicos necessários para:
    
a) atuar nas diversas ocupações demandadas pelo setor (instaladores, projetistas, engenheiros);
b) desenvolver pesquisa na área (especializações, mestrados e doutorados);
c) prestar suporte para iniciativas interessadas na aplicação da tecnologia fotovoltaica (ensaios, consultorias e treinamentos). 

A apresentação da Unidade conta com a descrição dos materiais, ferramentas, instrumentos e procedimentos utilizados para a acreditação dos laboratórios que a compõem, permitindo demonstrar a confiabilidade, credibilidade e universalidade de seus processos, especialmente no que se refere à realização de ensaios de conformidade em equipamentos fotovoltaicos.


16 maio 2014
10hh às 12h00

Difusão de Sistemas Fotovoltaicos Residenciais Conectados à Rede no Brasil: Uma Simulação Via Modelo de Bass
O trabalho busca projetar a difusão de sistemas fotovoltaicos conectados à rede em residências brasileiras no horizonte decenal sob diferentes cenários. Para isto foi formulado um modelo de difusão de Bass, de acordo com a realidade brasileira. O modelo consiste no levantamento do mercado potencial de acordo com as características socioeconômicas da população e do retorno do investimento, e projeta a adoção segundo uma curva sigmoide de difusão. A capacidade estimada do cenário referência (BAU) em 2023 é de 330 MWp, podendo atingir 3,1 GWp num cenário mais favorável de incentivos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário