18 de nov de 2013

XV FIMAI (Feira e Seminário Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade)


As áreas metropolitanas brasileiras estão enfrentando um grande problema com o gerenciamento de volumes crescentes de resíduos sólidos e a diminuição na disponibilidade de áreas, além da promulgação de novos regulamentos ambientais como a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Somente na Região Metropolitana de São Paulo vive uma população de aproximadamente 20 milhões de pessoas que geram, aproximadamente, 14.000 t de lixo/dia. A Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo com objetivo de criar opções adequadas para a destinação do lixo e reduzir os impactos ambientais decorrentes da geração crescente de resíduos sólidos urbanos promulgou a Resolução SMA 079/2009 que estabelece as regras para o licenciamento ambiental de Unidades de Recuperação de Energia (UREs) a partir de resíduos sólidos urbanos. Ou seja, o Estado de São Paulo admite essa alternativa tecnológica, se aplicada com as melhores práticas de controle ambiental, que pode contemplar tanto a redução do volume de resíduos sólidos como o incremento de geração de energia elétrica ou térmica. Contudo, similarmente a outras alternativas empregadas para destinação e tratamento de resíduos sólidos urbanos, existem dificuldades de licenciamento, operação e gerenciamento, além dos cuidados tecnológicos que devem ser tomados de modo a eliminar ou reduzir os impactos ambientais decorrentes da atividade.

Dentro deste contexto, foi realizado em São Paulo, na Expo Center Norte, nos dias 05 e 06 de novembro de 2013, o Seminário Internacional: Utilização do Resíduo Urbano como Insumo Energético, promovido pela AWMA (Air & Waste Management Association).

O Prof. Josmar Pagliuso, do NETeF, participou com a apresentação: Wastes Thermal Treatment

Nenhum comentário:

Postar um comentário