4 de abr de 2012

Inpe lança site para monitorar colheita da cana paulista

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) lançou um site que permitirá avaliar por meio de imagens de satélites se os produtores do Estado de São Paulo estão substituindo a colheita manual da cana-de-açúcar – e, consequentemente, o uso do fogo – pela mecanização, conforme determina o Protocolo Agroambiental, assinado por produtores paulistas, a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e a União da Indústria de Cana-de-açúcar do Estado de São Paulo (Unica). Os dados do site – fornecidos pelo Inpe, na forma de mapas, gráficos e tabelas – permitirão avaliar a situação em cada município ou região desde 2006, e verificar se as informações fornecidas pelos produtores aos órgãos ambientais correspondem à realidade. Para isso, será possível analisar imagens de satélites registradas ao longo do período da colheita para identificar se há sinais de queimada. De acordo com o Inpe, as informações mais recentes sobre a safra 2011-2012 mostram que a mecanização já atingiu 65,2% da colheita no Estado de São Paulo. Isso significa que dos 4.796.140 hectares de cana colhidos na última safra, 3.125.619 hectares foram colhidos mecanicamente, enquanto 1.670.521 hectares (34,8%) ainda sofreram com a queima. O site integra um projeto realizado pelo Inpe desde 2003, denominado Canasat, que utiliza técnicas de sensoriamento remoto e geoprocessamento para mapear a área cultivada e fornecer informações sobre a distribuição espacial da cultura de cana-de-açúcar. Inicialmente, o projeto abrangeu apenas São Paulo e, a partir de 2005, o mapeamento passou a integrar também Paraná, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e, desde 2010, Espírito Santo e Rio de Janeiro. O mapeamento sobre o tipo de colheita, para verificar a ocorrência da prática da queima da palha da cana, é realizado apenas para o Estado de São Paulo e foi motivado pelo estabelecimento do Protocolo Agroambiental. Segundo o Inpe, em breve os mapas também serão disponibilizados para os outros estados da região Centro-Sul. Mais informações: www.dsr.inpe.br/laf/canacrua. Fonte: http://agencia.fapesp.br/15410

Nenhum comentário:

Postar um comentário