5 de dez de 2011

Energia solar: por uma política agressiva

O grupo setorial de sistemas fotovoltaicos da Associação Brasileira da Indústria Eletroeletrônica (Abinee), em parceria com a Unicamp/Nipe, promoveu, em novembro, no auditório do Instituto de Engenharia, em São Paulo, o seminário Sistemas Fotovoltaicos Conectados à Rede Elétrica. Na ocasião, o diretor do grupo setorial fotovoltaico da Abinee, Leônidas Andrade, ressaltou que o Brasil precisa de ousadia na implantação de políticas para o desenvolvimento de soluções fotovoltaicas, visando a atração de toda a cadeia produtiva no país. Ele afirmou, também, que o grupo da Abinee teve um trabalho intenso em seu primeiro ano de atividade nas discussões sobre tributação, normas e política industrial voltadas ao segmento. “Os resultados começam a surgir e esperamos que 2012 represente um verdadeiro marco para a indústria fotovoltaica no Brasil”, destacou. O evento, que contou com a participação de especialistas brasileiros e do exterior, teve como objetivo apresentar a situação mundial do desenvolvimento do mercado fotovoltaico de conexão à rede, além de debater o andamento da regulamentação no Brasil. O seminário também destacou os desafios da introdução da geração fotovoltaica na matriz energética brasileira. (Informações Abinee). Colaboração: Regina Torres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário